Toda empresa sonha em conseguir concentrar-se naquelas atividades que mais lhe proporcionem remuneração, porém, infelizmente acabam aprisionadas nas tarefas rotineiras da gestão, ou, como costumamos brincar, no “mal” necessário, as burocracias. Max weber, jurista e economista alemão, considerado um dos pais da sociologia e fundador da teoria da burocracia, afirmava ser um processo indispensável para coordenação humana a fim de alcançar os objetivos pretendidos, essencialmente, através de sistemas e normas.

E é aí que entra o propósito do Outsourcing, que é puramente terceirizar atividades que não estão em primeiro plano, mas que são fundamentais para as empresas. No caso, estamos falando de tecnologia da informação, logo, trabalhar com softwares online, criar sistemas personalizados, controlar registros de atividades, desenvolver novos métodos, organizar arquivos, reduzir erros, etc, não são exercícios aconselháveis para companhias sem capacitação, pois além de gerar enormes despesas, o desempenho da equipe tende a cair quando regras, procedimentos, formulários ou documentos carecem de inteligência lógica e prática.

 

Mas quais são os serviços que podem ser terceirizados?

Hoje, de acordo com a recente reforma da CLT, a terceirização alcançou a extensão para atividades fins da empresa, ou seja, liberação por completo da terceirização em todas as áreas de uma organização.

Com isso, algumas atividades, naturalmente, acabam sendo mais demandadas do que outras, por exemplo, segurança, vigilância, armazenamento, desenvolvimento, organização, conservação e finanças. Ou seja, áreas de sustentabilidade voltadas para o equilíbrio interno.

Ter a capacidade de TI flexível e se alinhar à inovação são as principais razões da requisição dos serviços, de acordo com a CIOnet(maior comunidade de líderes digitais e de TI do mundo). Porém, não se limita a essas duas razões.

 

Quando investir no Outsourcing?

Se sua empresa lida com volumes altos de venda, atua com diferentes perfis de público e acaba tornando a rotina da sua gestão tempestuosa, talvez você esteja pronto para iniciar a terceirização. Em outros casos, o outsourcing pode servir para micro e médias empresas como solução pontual em algum setor que não esteja em bom funcionamento. Existem dois pontos, fundamentais, para se considerar na hora de investir:

 

  • O primeiro ponto é sobre a tendência do mercado atual, cada dia mais moderno e competitivo, exigindo das empresas soluções melhores, capazes de otimizar a gestão dos negócios e adequarem a entrega à nova realidade. “Perder tempo virou sinônimo de perder dinheiro”.
  • O segundo ponto a ser analisado, são as burocracias internas. Dentro da sua organização, há tarefas que venham demandando tempo/conjunto e estejam interferindo nas conduções do seu negócio? Se a resposta for sim, provavelmente sua corporação precise de profissionais especializados. “A Burocracia é o único modo de organizar eficientemente um grande número de pessoas e, assim, expande-se inevitavelmente com o crescimento econômico e político”.

 

Quais são os principais benefícios do Outsourcing de TI?

Diante do que foi dito, vale a pena ressaltar as vantagens do serviço externo de TI para sua companhia:

 

  • Garantir a sobrevivência da empresa.

Aplicando o conceito evolutivo no mundo empresarial, acompanhar o dinamismo do mercado, principalmente através da inovação frente a concorrência, virou uma necessidade indispensável para sobrevivência de uma organização a longo prazo. Assim, o desenvolvimento externo de software se encaixa como uma das estratégias mais vantajoso, em relação custo-benefício, seja para a concentração dos esforços nas ações lucrativas, para liberar e alocar recursos em outros setores, desafogar a equipe interna e/ou promover escalabilidade ao time através do foco em metas e alinhamento com os objetivos do negócio.

 

  • Contar com uma equipe de talentos economizando até 70%.

Ter um funcionário de TI hoje em dia não é nada barato. Um departamento inteiro, muito menos. E se você eventualmente precisar de um programador? Vissh…. Os custos só aumentam.  A economia inicial de custos vem na forma da ausência de custo interno, ou seja, salários, benefícios, etc. E, em seguida, se estende a custos operacionais, de marketing e gerenciamento. Assim, o principal objetivo é evitar a ambiguidade nos requisitos, caso contrário, isso resultará em um design aleatório, funcionalidade inadequada e carecerá de manutenções constantes, resultando em um desastre.

 

  • Dividir responsabilidades para melhor gerenciamento de crises.

Muitas das vezes, não são as crises em si que afetam o plano, mas sim a falta de continuidade no plano para poder resolver as crises. Dividir os componentes de operação entre diferentes fornecedores, além de manter a condução do projeto, assegura a organização e coordenação dos departamentos.

 

  • Contratos especializados e por necessidade.

Com a terceirização, você pode contar com uma equipe escalável apenas para o período de pico. Eles ajudam a equilibrar a carga de trabalho, economizar dinheiro e, ao mesmo tempo, aumentar a produção com uma mão de obra especializada.

 

  • Segurança/custódia.

 

Supondo que sua equipe interna não seja especializada em TI, há boas chances de que a segurança do seu software não esteja em boas mãos. O desenvolvimento de software de terceirização proporcionará melhor cobertura contra violações de segurança de TI. A equipe de software garantirá que o código e os processos que entram no desenvolvimento de aplicativos sejam os mais seguros possíveis.

 

 Conclusão

A terceirização da tecnologia de informação por fim se tornou uma opção para a transformação e crescimento sustentável, com foco em core business. Assim, por ser um método com o direcionamento de recursos para melhorias, se torna uma estratégia irrefutável para quem precisa e barata para quem usa.

Agora que você já sabe o que é o outsourcing de TI e conhece suas vantagens, acesse o nosso portal e conheça nossas soluções www.rumosolucoes.com.br .

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *